Compartilhar

A alimentação afeta diretamente seu sistema imunológico. Assim, a velocidade de recuperação ou a capacidade do seu corpo de evitar todo tipo de complicações após qualquer evento clínico, médico ou cirúrgico dependerá em grande parte da sua nutrição.

 

Além disso, você deve estar ciente de que durante uma doença ou cirurgia, seu corpo requer mais nutrientes e energia. Por esta razão, uma nutrição adequada é essencial para sua recuperação.

 

Em termos gerais, há três grupos principais de macronutrientes em que se deve concentrar:


•    Carboidratos: durante o período desgastante que muitas vezes acompanha a realização da cirurgia, você pode desenvolver resistência à insulina e hiperglicemia (ou seja, um aumento anormal da quantidade de glicose no seu sangue). Para evitar isso, deve-se optar por alimentos que sejam fontes de carboidratos complexos, pois a escolha de carboidratos simples e brancos pode contribuir para um aumento dos níveis de glicose no sangue.

 

•    Gorduras saudáveis (poli-insaturada e monoinsaturada): este tipo de gordura boa é responsável pela proteção celular e, além disso, algumas, como a ômega 3, têm uma poderosa ação anti-inflamatória. Elas são absorvidas pelo organismo por meio da alimentação, podendo-se optar por alimentos como o salmão, óleos vegetais ou oleaginosas.

 

•    Proteínas são um macronutriente muito importante que facilita a cicatrização e otimiza o funcionamento do seu sistema imunológico.


Além disso, considerando que o repouso pode fazer com que você perca massa muscular, elas ajudam a preservar a massa magra durante esse período.


No entanto, o principal inconveniente reside no fato de que os alimentos que contêm as proteínas (carne, peixe, produtos lácteos, etc.) não são normalmente bem tolerados no pós-operatório, e por esta razão é necessário realizar uma realimentação correta, uma síndrome que ocorre ao iniciar o suporte nutricional, após jejum prolongado ou ingestão deficiente, e produz insuficiência renal, alterações hidroeletrolíticas, etc.

 

Outro ponto importante é evitar a constipação intestinal que pode ocorrer após a cirurgia, devido aos efeitos da anestesia (que desacelera o trato digestivo, a baixa mobilidade e a ingestão de líquidos).


Para isso, você precisa se manter hidratado (recomenda-se de 12 a 16 copos de água por dia) e, ao mesmo tempo, incluir alimentos ricos em fibras.

 


Entretanto, diferentes pessoas têm diferentes condições nutricionais.


Por isso, é necessário que você adapte – junto com um especialista – seu plano nutricional de acordo com suas necessidades e preferências, com o objetivo de conseguir uma alimentação completa e diversificada com a quantidade de nutrientes necessários para a manutenção das funções do seu corpo e para a recuperação do seu estado nutricional.
 Contudo, em determinadas situações, é difícil se recuperar apenas com a dieta, portanto, você poderá incorporar suporte nutricional como Ensure Avance ou Ensure plus advance – conforme a recomendação do seu médico ou nutricionista – por um período de 60 a 90 dias. Eles são um bom complemento em fases em que as exigências nutricionais são altas.

É importante ressaltar que, após uma grande cirurgia, sua alimentação deve ser reiniciada gradualmente. 

Neste sentido, você pode identificar diferentes fases:


Em primeiro lugar, seu médico analisará se você consegue tolerar líquidos:
 água, caldos coados, chá.


Em segundo lugar, e no caso de uma resposta positiva, você pode começar a incorporar algumas frutas e vegetais, cozidos a vapor ou fervidos, sem pele e sementes. 

 

Em terceiro lugar, será testada sua reação a carnes brancas magras, tais como filé de pescada, frango sem pele – de preferência peito – e produtos lácteos magros.


Por último, você poderá incorporar alimentos integrais, carne vermelha (cozida ou assada) e o restante das frutas e dos vegetais, crus, com pele e sementes.

 


Em termos gerais, lembre-se de que o plano nutricional após a cirurgia e em qualquer processo de recuperação da saúde deve sempre incluir uma variedade de alimentos para alcançar uma ingestão adequada de macronutrientes, vitaminas e minerais, e também deve ser supervisionado por um especialista.

 


Por fim, é aconselhável que você acompanhe sua alimentação correta com atividade física, de acordo com suas possibilidades.

 

 

BIBLIOGRAFIA

 

1.    https://www.livestrong.com/article/107445-foods-after-surgery/
2.    https://accessmedicina.mhmedical.com/content.aspx?bookid=1478&sectionid=102876581
3.    https://www.draruizcastilla.com/blog/dieta-pre-post-operatoria-comer-despues/