Compartilhar

A perda progressiva de massa muscular em qualquer pessoa, de crianças a idosos, pode ter diferentes causas, entre elas uma má alimentação, alterações no metabolismo, cirurgias e os processos fisiológicos próprios da idade. Inclusive a redução na atividade física pode ocasionar alterações no tecido muscular e provocar sintomas como:


 
·    perda da força
·    cansaço
·    fraqueza generalizada
·    dificuldade para realizar movimentos diários, como se levantar da cama
·    você observa que, por exemplo, seus ombros parecem menores e estão sem forma

 

Quando a perda de massa muscular se prolonga, você pode perceber que:


·    Tem uma habilidade menor para realizar atividades
·    Tem dificuldade de caminhar,  começou a cair e perda do equilibrio
·    Precisa de um tempo maior para concluir suas atividades de rotina
 

Mesmo que a situação sanitária atual nos tenha levado a repensar nossas atividades diárias, manter o distanciamento e reduzir nossa mobilidade, é possível adotar medidas que ajudem a reduzir o sedentarismo para alcançar um estilo de vida saudável e evitar os efeitos da perda da massa muscular.
 

Uma dieta variada, completa e saudável, que inclua verduras, frutas, grãos, laticínios e proteínas, como carne, frango ou peixe, é essencial para promover a saúde em geral e, se também incluir as quantidades adequadas de cálcio e vitamina D, favorecerá a saúde dos ossos, articulações e músculos, de forma a mantê-los fortes e saudáveis. 
 

Você pode consultar um médico ou nutricionista para saber quais são os requisitos adequados para a sua idade e atividade física, assim como as fontes naturais para obtê-los. Igualmente, você pode complementar a dieta com os produtos da linha Ensure®, que fornecem as quantidades necessárias de nutrientes para o seu corpo, como o Ensure® Advance, formulado com nutrientes-chave (proteína, HMB, vitaminas e minerais) que ajudam a recuperar e manter a massa muscular. A escolha dependerá das suas necessidades, por isso é importante contar com a assessoria de um especialista. 
 

Por outro lado, uma rotina de exercícios lhe permitirá manter-se ativo, além de ajudar a combater os efeitos da perda de força e de massa muscular, assim como a melhorar sua qualidade de vida, ajudando a prevenir doenças relacionadas com o coração, sistema vascular, diabetes e a manter seu peso sob controle.
 

A Organização Mundial de Saúde recomenda que os adultos realizem atividades físicas variadas, de maneira regular, 2 ou 3 vezes por semana, para estimular os músculos e melhorar sua capacidade funcional. Entre os exercícios que podem ser feitos se encontram caminhar, andar de bicicleta, praticar algum esporte, participar em jogos que incentivem a mobilidade e as atividades de fortalecimento muscular. Recomendamos que procure um especialista e solicite uma rotina adequada à sua idade, possibilidades e necessidades. Cabe ressaltar que o fato de não ter praticado exercício desde a juventude não é obstáculo para iniciar uma rotina. De fato, diferentes estudos mostram que pessoas entre 60 e 70 anos, que foram supervisadas em um programa de treinamento muscular, desenvolveram músculos e força. 

 

Em termos gerais, adotar e manter medidas preventivas que lhe permitam evitar ou corrigir a perda de força e massa muscular serão essenciais para alcançar um estilo de vida saudável ao longo do tempo. Antes de começar, considere suas preferências de alimentação e rotina de exercícios, e consulte um especialista. Isso é fundamental para desfrutar de uma boa saúde. O segredo é manter o foco, de forma contínua e progressiva, até alcançar um estado muscular ideal para a sua idade.

 

 

BIBLIOGRAFIA

 

1.    Baptist Health South Florida (2017). Nunca es muy tarde: Desarrollando músculos y fortaleza después de los 60 años. https://baptisthealth.net/baptist-health-news/es/nunca-es-demasiado-tarde-desarrollando-musculos-y-fortaleza-despues-de-los-60/ 
2.    National Institutes of Health. Biblioteca Nacional de Medicina (2021). Cambios en la figura corporal con la edad. https://medlineplus.gov/spanish/ency/article/003998.htm 
3.    Mayo Clinic (2020). Envejecimiento: qué esperar. https://www.mayoclinic.org/es-es/healthy-lifestyle/healthy-aging/in-depth/aging/art-20046070
4.    American Association of Retired Persons. (s.f.). ¿Qué hacer ante un cuadro de sarcopenia?https://www.aarp.org/espanol/salud/expertos/elmer-huerta/info-2017/causas-sintomas-y-como-prevenir-la-sarcopenia.html
5.    Organización Mundial de la Salud. (s.f.). Actividad física. https://www.who.int/es/news-room/fact-sheets/detail/physical-activity
6.    Organización Mundial de la Salud. (s.f.). #SanosEnCasa – Actividad física. https://www.who.int/es/news-room/campaigns/connecting-the-world-to-combat-coronavirus/healthyathome/healthyathome---physical-activity